terça-feira, 13 de novembro de 2012

Lenha na Fogueira - 13.11.12


por Zekatraka,
de Porto Velho

O Festicineamazônia teve sua festa de encerramento sábado passado, 10, com a premiação dos melhores filmes, documentários e vídeo-reportagem ambiental.

**********

O poeta Eliakin Rufino fez show no encerramento 
do Festcineamazônia

No naipe do jornalismo ambiental quem levou a premiação nacional foi à equipe amazonense do Amazonsat.

*********
A jornalista Jean Carla da rede Record (Candelária) levou o Mapinguari de melhor vídeo reportagem rondoniense.

********
Enquanto a Cristina Lago ganhou o troféu de melhor atriz pela interpretação no filme O Casamento de Mário e Fia, que também foi premiado com a melhor trilha sonora, fotografia e melhor diretor.

*********

O público de Porto Velho e de Rondônia como um todo, foi premiado com a exibição de vários filmes de alta categoria, com destaque para os filmes: Filhas do Vento do diretor Joel Zito Araujo que marcou presença em Porto Velho, e  A Ferrovia do Diabo, um documentário que mostra o quanto a Estrada de Ferro Madeira Mamoré contribui para a formação social e cultural de Rondônia em especial, de Porto Velho e Guajará Mirim. 

*********
A produção pode até não ser das melhores, mas, o conteúdo é ótimo. Precisamos levar esse filme aos colégios de todo o estado de Rondônia. Se eu fosse o secretário Emanuel Nery chamaria o Jurandir Costa para conversar a respeito dessa possibilidade.

********
O grande homenageado da 10ª edição do festival foi o cineasta amazonense Aurélio Michiles, o Cineasta da Amazônia. Ao receber o Mapinguari Michiles se emocionou tanto, que perdeu a voz na hora dos agradecimento. E olha que o cara é acostumado com esse negócio de premiação, pois é um dos mais premiados documentaristas brasileiro. Basta apenas lembrar o documentário O Cineasta da Selva, um filme que já foi premiado várias vezes. 

*********

O Gero Camilo, ator consagrado nacionalmente e que atuou como mestre cerimônia no Festival, não participou da noite da premiação, porque tinha outros compromissos no sul maravilha.

********
Mesmo assim o seu gesto “imitando'’ o Mapinguari contagiou todos que prestigiaram o Festcineamazonia em suas cinco noites.

********
Premiação do Festival

A equipe de produção reservou uma surpresa para os produtores do evento, Fernanda Kopanakis e Jurandir Costa que receberam o Mapinguari de Ouro pelos dez anos do Festival e ainda foram surpreendidos com depoimentos de familiares e amigos num vídeo que foi exibido no Banzeiros.

********
Foi então que ficamos sabendo, via Fernanda Kopanakis que tanto o governo do estado de Rondônia e aí leia Secel e nem tão pouco a prefeitura de Porto Velho grife Fundação Iaripuna, não participaram com nada. Não investiram uma “arruela’ no evento.

*********
Mesmo assim no banner de divulgação e todo dia na hora da abertura o mestre cerimônia os citava como parceiros.

*********
Pra completar a falta de responsabilidade para com os eventos culturais em Rondônia e no caso em Porto Velho, nenhuma autoridade cultural prestigiou o festival.

*********
Não é que o Festcineamazônia precise de suas presenças, mas, é obrigação, tanto do governo estadual como o municipal se fazer representar num evento como o Festcineamazônia ou em qualquer outro evento de cunho cultural.

*********
Afinal de contas as pessoas que batem ponto nessas repartições e ainda assumem suas chefias, são pagas para prestigiar os eventos culturais.

*********
É como diz o ditado: “Não falte o serviço para seu chefe não perceber que você não faz falta”. Pronto, tá explicado!

********

Bacana mesmo foi o cinema na escola de samba. A turma do Asfaltão e o grupo Só Bambas caprichou após a exibição do filme sobre o Cartola.

********
E então a equipe do Festcineamazonia caiu no samba. Tinha de , de ator e atriz global Gero e Cristina Lagos e grego. É isso mesmo, dessa vez o Jurandir trouxe o Sotiris Karamesinis direto de Atenas. Palmas para contadora de história Karla Kristina de Oliveira, uma acreana porreta,

********
Até o cantor cabo-verdiano Princezito caiu no samba e ensaiou uns passos de batuku, ritmo de seu país bastante agitado tal qual o nosso samba.

*********
Por falar em samba, amanhã acontece a disputa do samba enredo da escola Asfaltão. As parcerias estarão se apresentando no clube Ipiranga da avenida Pinheiro Machado a partir das 20h00.

**********

Já no dia 15 é a vez da escola de samba Unidos da Rádio Farol apresentar seu samba enredo para o carnaval de 2013. A festa vai será no antigo Consensual na avenida José de Alencar.

********
Em entrevista ao Arimar Sá o secretário Emanuel Nery garantiu que vai ter subsídios pra os blocos filiados à UNIBLOCOS.

*********
Aliás, os deputados estaduais aprovaram o projeto que transforma a Uniblocos em Entidade de Utilidade Pública. Ponto pro Mourão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário