quarta-feira, 24 de abril de 2013

Recanto de Gal Costa na Concha Acústica em Salvador


Texto: Calila das Mercês, de Salvador

Fotos: Fabrine Maselli

“Você precisa saber da piscina/ Da margarina, da Carolina, da gasolina/ Você precisa saber de mim/ Baby, baby, eu sei que é assim/ Baby, baby, eu sei que é assim/ Você precisa tomar um sorvete/ Na lanchonete, andar com a gente, me ver de perto/ Ouvir aquela canção do Roberto/ Baby, baby, há quanto tempo/ Baby, baby, há quanto tempo [...]”(Baby, Caetano Veloso)

Bastaram algumas notas desta canção para arrancar algumas lágrimas de Gal Costa, cantando para uma Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA) completamente lotada de fãs, admiradores e apreciadores da MPB. O show começou pontualmente às 19h do dia 13 de abril com as canções do álbum mais recente de Gal, o CD e DVD Recanto - Ao Vivo, projetos concebidos e dirigidos por Caetano Veloso.

A apresentação intimista mostrou uma Gal atenta às novidades da música e irreverente ao atender os arranjos ousados em novas canções. Ela assume ser quem gostaria e desse jeito consegue ser inteira ao cantar. Durante o show, conversou com a plateia sobre o quanto estava feliz por estar em Salvador naquela noite. Calma, serena, em paz, totalmente Gal Costa.

Entre passos de funk e imitações de Tim Maia, Gal reinventa-se. No show, como no disco, ela apresenta canções novas e clássicas, a exemplo de “Folhetim”, “Barato Total”, “Dom de Iludir”, “Baby”, “Vapor Barato”, “Força estranha” e “Meu bem, Meu Mal”. A banda que a acompanha é formada por Domenico Lancellotti, na bateria e MPC, Pedro Baby, na guitarra e no violão, e Bruno Di Lullo, no baixo.

“O disco Recanto é meu trabalho composicional de agora. Quis fazê-lo com o som da voz dela”, conta Caetano. “Não se tratava de meramente relembrar o passado de Gal, mas de produzir com ela uma peça que fosse forte como expressão atual e, assim, estivesse à altura do nosso histórico. Sonhei com isso por um bom tempo. É que tudo o que conto em Verdade Tropical (do reitor Edgard Santos, da UFBA, à axé music, passando pela Banda Tropicalista de Rogério Duprat) ficaria sem substância se a voz de Gal não soasse agora em contexto contundente. Finalmente comecei a compor e a imaginar arranjos e sonoridades”.

A turnê percorrerá ainda Belém (11/5), São Paulo (15 e 16/6) e Rio de Janeiro (10 e 11/8). Interessados podem consultar preços e horários no site http://www.ingressorapido.com.br.



Repertório do show:

"Da Maior Importância"
"Tudo Dói"
"Recanto Escuro"
"Divino Maravilhoso"
"Folhetim"
"Mãe"
"Segunda"
"Minha Voz, Minha Vida"
"Barato Total"
"Autotune Autoerótico"
"Cara do Mundo"
"Deus é o amor"
"Dom de Iludir"
"Neguinho"
"O Amor"
"Baby"
"Vapor Barato"
"Um Dia de Domingo"
"Miami Maculêlê"

bis
"Mansidão"
"Força Estranha"
"Meu Bem, Meu Mal"


Nenhum comentário:

Postar um comentário