quinta-feira, 2 de maio de 2013

Feriado fora do eixo em Macapá


Macapá - Ontem, feriado do Dia do Trabalhador, a Casa Fora do Eixo Amapá desenvolveu duas programações gratuitas. Em sua nova sede, no bairro do Beirol (zona sul da capital), houve shows com as bandas Heloim e Mysterial (foto).

No sábado que passou, 27 de abril, a Mysterial tocara no Liberdade ao Rock, anunciando a despedida de sua vocalista Vanessa Rafaelly, que está de viagem marcada para Curitiba, onde vai se aperfeiçoar em Música. Mas o show de ontem é que representa de fato a despedida. Foi uma performance curta e insana, como geralmente são os shows de heavy metal. O set list alternou músicas em inglês e português, e o vocal de Vanessa foi do lírico ao gutural, entusiasmando o (pouco) público presente, que bateu cabeça a valer. 

Não cheguei a acompanhar o show da Heloim, pois nessa hora ainda estava participando da sessão de cinema que acontece todas as quartas, 18h, no Conjunto Habitacional Mucajá, próximo à Casa Fora do Eixo. A foto do cartaz que anunciava o evento dá bem a ideia do que se passa - o filme é projetado, a partir de um notebook, na parede de um dos prédios do conjunto, reunindo um público majoritariamente mirim: a faixa de idade dos espectadores ontem variava entre 2 a 14 anos, se tanto. Isso é que é formação de plateia!


Alguns levam cadeiras de casa, outros vêem da janela, a maioria senta no meio-fio e curte. Pra quem quiser fazer um lanche, há próximo uma carrocinha vendendo pastel e suco (tudo por R$ 1!). Nem o breve corte de luz (que durou pouco mais de um minuto) esfriou o entusiasmo da galera. 

O programa de ontem incluiu um clipe de rap, uma edição do TV Juventude explicando a origem do nome da Orla Santa Inês, um curta sobre o bairro macapaense Novo Horizonte (curiosamente, na hora em que foi anunciado que se explicaria o porquê do nome, foi mostrado uma história sobre uma vaca que apareceu um dia boiando no lago do bairro, o que levou o lugar a ser conhecido por muito tempo como Lago da Vaca...) e, ao final, o longa O Filho de Rambow, recentemente exibido (24 de abril) também no Clube de Cinema. Este longa eu não cheguei a ver, pois foi a hora em que me dirigi à Casa Fora do Eixo para acompanhar o show da Mysterial. 

Ah, sim: na hora em que foi exibido o filme sobre o bairro Novo Horizonte, foi feita uma votação e a gurizada presente em peso votou pela realização de um filme sobre o Mucajá. Aguardemos! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário