domingo, 11 de agosto de 2013

Teatro Rio de Janeiro: Fish & Chips

Zaira Zambelli e Bruno Ferrari
(Foto: Guga Melgar)



Fish & Chips, com texto inédito de Tereza Briggs-Novaes e direção de Ary Coslov, aborda de forma irônica e irreverente a questão da imigração clandestina em Londres. No elenco, Bruno Ferrari, Marcello Escorel, Rubens de Araujo, Thaís Portinho, Gustavo Ottoni e Zaira Zambelli retratam o dia-a-dia desses estrangeiros, sua difícil e desejada tentativa de sobrevivência num país conservador e cada vez mais fechado para a clandestinidade. Brincando com a confusão de línguas, com a comida tradicional inglesa fish & chips, com os preconceitos e a cidadania, a peça faz pensar e rir da condição humana.

Três imigrantes ilegais e uma ítalo-brasileira dividem uma casa ligados pela saudade comum, pela língua, agregada ao espanhol do argentino, pela música e pelo futebol, entre outras coisas. Um quinto personagem de nacionalidade duvidosa é introduzido nesse cenário, e misteriosamente encontrado morto, o que leva à entrada em cena do Inspetor Chefe Mr. Frost.

É uma ficção, embora fruto de pesquisa realizada em 2000 pela autora junto à comunidade brasileira e latina, tendo como objetivo tentar entender melhor a estrutura financeira, familiar e cultural daqueles que se aventuram em terra estrangeira. 

Na equipe de criação, estão Marcos Flaksmam no cenário, Kika Lopes no figurino, Aurélio de Simoni no desenho de luz, e a direção de produção é de Celso Lemos.

Fish&Chips satiriza o mundo globalizado onde podemos observar, entre outras coisas, o esfacelamento moral do capitalismo. E também discute o conceito de comunidades de brasileiros no exterior, já que dos anos 80 para cá um número significativo destes descobriu mais possibilidades no exterior. Espero que, acima de tudo, seja um momento de teatro onde haja a oportunidade de se ter uma visão crítica e o prazer do entretenimento.”, diz a autora.

A escritora carioca Tereza Briggs-Novaes formou-se atriz pela UNIRIO e mora em Londres. Desde 2004 dirige oficinas do Teatro do Oprimido em países como Inglaterra, Cuba e Brasil difundindo o trabalho de Augusto Boal. Em 2011 montou Conspiracy of Silence, espetáculo sobre a ditadura militar brasileira, na Calder Theatre Bookshop - onde também ministra workshops permanentes do Teatro do Oprimido em Londres. Foi voluntária da Anistia Internacional. 


SERVIÇO

“Fish & Chips”
Temporada: 15 de agosto a 29 de setembro, de quinta a domingo às 19h
Centro Cultural Correios (teatro)
Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro - Rio
Texto: Tereza Briggs-Novaes.
Direção: Ary Coslov.
Elenco: Bruno Ferrari, Gustavo Ottoni, Marcello Escorel, Rubens de Araujo, Thaís Portinho e Zaira Zambelli. 
Preços: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). 199 lugares.
Fone da bilheteria: 2219-5165 (de quarta a dom. das 15 às 19h) e recepção: 2253-1580.
Gênero: Comédia.
Classificação etária: 16 anos.
1h20m.


Patrocínio: Correios
Apoio: Centro Cultural Correios

Nenhum comentário:

Postar um comentário