sábado, 9 de novembro de 2013

Música Porto Alegre: 30 anos de Terra

Gelson Oliveira
(foto: Marian Starosta)


O lançamento de um dos mais importantes álbuns da história da Música Popular Gaúcha, conhecida como MPG, ganha comemoração especial no próximo dia 19 de novembro, terça-feira, a partir das 22h, no Opinião, em Porto Alegre. É quando o cantor, compositor, arranjador e produtor musical,Gelson Oliveira marcará o surgimento de seu disco de estreia, “Terra”, o segundo disco independente produzido no Rio Grande do Sul. O evento terá a participação de Luiz Ewerling (bateria), que participou do disco histórico, Sara Sabah (cantora uruguaia) e a Banda Tribo Brasil (PoA).

Um pouco de história

Gelson é natural de Porto Alegre, mas residiu por muitos anos em Gramado, onde se tornou artesão, chegando a entalhar, na madeira, vários Kikitos para o Festival de Cinema. Paralelamente ao trabalho de entalhador, passou a atuar como “crooner” em bandas de baile da região, depois vieram as primeiras composições e junto com isso, o desejo de mostrá-las, como faziam os compositores que ele ouvia na Rádio Continental. Na segunda metade dos anos 70, Gelson contrariando seus pais, pegou o violão e se transferiu para a Capital, onde reside até hoje.         

Motivado pelo colega e grande amigo Nelson Coelho de Castro, que lançou o primeiro disco independente no Rio Grande do Sul, o “Juntos”, Gelson, depois de passar o período de 80 a 82 estudando na Escola de Música Villa-Lobos no Rio de Janeiro (a convite do grande clarinetista e saxofonista carioca, Paulo Moura), retorna a Porto Alegre, decidido a gravar e lançar o segundo disco independente do RS, com  grande incentivo de Nelson.

Para Gelson, (que já iniciara sua carreira como compositor em 79, no show “Lado a Lado”, que reuniu os dois então debutantes Gelson e Nei Lisboa, numa  exitosa temporada no teatro do Clube de Cultura), faltava um registro fonográfico, para ter com isso a possibilidade de frequentar as rádios e assim melhor difundir sua obra.

O “Terra” foi concebido em São Sebastião do Caí, lugar onde residia o baterista Luiz Ewerling (radicado nos EUA, a partir de 84), com quem Gelson trabalhou durante muitos anos animando “os bailes da vida”. A afinidade musical entre os dois era tão grande, que eles formaram uma dupla, Gelson na voz e no violão ou guitarra e Luiz na bateria. Entre um baile e outro a dupla começou a desenvolver um verdadeiro laboratório musical na garagem do pai de Ewerling, lapidando as composições de Gelson que então já aplicava as lições aprendidas na Villa-Lobos, preparando o caminho para os outros músicos que seriam convidados a participar do projeto.

O disco

Pioneiro em sua concepção, o “Terra” trouxe na capa um cantautor e um baterista, uma dupla inusitada, baseada na  voz de Gelson, em seu estilo de tocar e compor, somados ao rigor, vigor e à sensibilidade da bateria de Luiz Ewerling, um músico considerado muito acima da média, que por ser tão comentado acabou trabalhando também com nomes como: Paulo Dorfman, Antonio Villeroy, Nei Lisboa e Nelson Coelho de Castro.

Depois do “laboratório” da dupla e muitos ensaios com os colegas convidados, o disco foi gravado em tempo recorde de 8 horas, no estúdio de extinta ISAEC – PoA.  A "bolacha" foi lançada em grande estilo, em dezembro de 83, no Salão de Atos da Reitoria da UFRGS, com Nelson Coelho de Castro, Nei Lisboa e Antonio Villeroy, como convidados especiais, além de uma super banda que ajudou os dois rapazes a proporcionar ao público que lotou a casa, uma noite memorável de boas vindas a este projeto, que foi a pedra fundamental para o seguimento das carreiras de Gelson Oliveira e Luiz Ewerling.

Músicos que participaram das gravações do “Terra”:                    

 Fernando Corona (teclados)
 Aluízio Veras (baixo)
 Everson Vargas (guitarra)
 Jorge Portugal (percussão)
 Luizinho Santos (sax e flauta)
 José Alberto Salgado e Silva (sax alto e soprano)
                                                                                                    
Gelson Oliveira se tornou um dos mais importantes compositores do Estado, com uma carreira repleta de premiações. Luiz Ewerling reside em Chicago, seu primeiro trabalho na América do Norte, foi na banda Made in Brasil, do músico gaúcho Breno Sauer. De lá para cá, desenvolveu uma brilhante carreira nos EUA, tocando com grandes músicos, como Sugar Blues.

Agora, 30 anos depois, Gelson e Luiz irão se reencontrar no palco em Porto Alegre. Em novembro Luiz estará no Brasil e vai dar uma canja no show.

Algumas músicas do repertório da noite:

 Tempo Ao Tempo (Gelson Oliveira)
 Papagaio Pandorga (Gelson Oliveira)
 A Flor Da Vida (Gelson Oliveira)
 Acordes e Sementes (Gelson Oliveira)

A banda que estará com Gelson:

 Bateria: Edinho Espíndola
 Baixo: Lucas Esvael Junior
 Teclados: Luiz Mauro Filho
 Guitarra: Jefferson Marx
 Giovanni Berti Perc

Convidados já confirmados: Luiz Ewerling (bateria), Sara Sabah (cantora uruguaia) e a Banda Tribo Brasil (PoA).
         
Serviço:

Que: Show com Gelson Oliveira e banda + convidados, comemorando os 30 anos do lançamento do primeiro álbum “Terra”.
Quando: 19 de novembro de 2013, terça-feira.
Onde: Opinião (José do Patrocínio 834)
Hora: 22h
Ingressos: Antecipados: R$ 20,00 / No local: R$ 30,00 / Desconto de 50% para Clube do Assinante ZH
Pontos de Venda: Lojas Multisom: Shopping Iguatemi, Praia de Belas, BarraShopping Sul, Moinhos, Total, Bourbon Ipiranga, Bourbon Wallig e Andradas 1001; Lojas Multisom Grande POA: Shopping Canoas, Bourbon Novo Hamburgo e Bourbon São Leopoldo.
Informações Opinião: (51) 3211.2838
           
Apoio: RBS TV – TV COM – TVE – FM Cultura - Clube do Assinante ZH
           
Promoção: Traga Seu Show

Produção Executiva: Odara Produções Culturais


Assessoria de Imprensa: Silvia Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário