sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Público lota encerramento da Bienal de Livros da Bahia para ouvir João Ubaldo Ribeiro

Por Calila das Mercês,
de Salvador

O imortal (membro da Academia Brasileira de Letras) baiano da cidade de Itaparica João Ubaldo Ribeiro desempenhou o papel de escritor e celebridade na cerimônia de encerramento da 11ª Bienal de Livros da Bahia, na noite de 17 de novembro de 2013.

Premiado nacionalmente e internacionalmente, reconhecido por seus primorosos romances como Sargento Getúlio, Viva o Povo Brasileiro, O Sorriso do Lagarto e Casa dos Budas Ditosos, João Ubaldo participou pela primeira vez da Bienal. Sua palestra foi a mais concorrida do evento e para vê-lo testemunhar sobre o seu ofício principal, a escrita, os mortais tiveram que chegar mais cedo ao evento e correr na busca por uma senha.

Um dos principais colunistas d' A Tarde, o jornal de maior circulação na Bahia, João Ubaldo falou por, aproximadamente, uma hora, sobre sua história no campo literário e das adaptações dos seus livros para cinema e televisão, em um discurso honesto permeado por anedotas e muita criatividade.

Ao final da sua passagem pela Bienal, em meio a muita tietagem, João Ubaldo Ribeiro autografou livros dos seus admiradores. Mas sem fotos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário