domingo, 1 de dezembro de 2013

Especial Dia Nacional do Samba (1)

Anualmente, o Brasil comemora em 2 de dezembro o Dia Nacional do Samba. O que pouca gente sabe é o real motivo da comemoração ser nesta data. Eu conhecia duas versões, uma ligada a Ary Barroso (foto à direita), outra ao samba "Pelo Telefone", e escrevi a respeito no Mistura e Manda em 2005. Ao longo do tempo, a versão ligada ao "Pelo Telefone" praticamente caiu em esquecimento, enquanto a relacionada a Ary Barroso segue firme e forte. De todo modo, no texto de 2005 eu refutei as duas, e concluí, meio peremptoriamente, que não havia como saber a verdade sobre a questão. Felizmente, alguém leu e não se conformou com minha sombria conclusão - trata-se do pesquisador Márcio Gomes, de Juiz de Fora (MG), a quem conheci ao participar da Semana do Samba em Salvador, novembro-dezembro de 2007. Nesta semana Márcio me enviou um artigo que escreveu que esclarece definitivamente a questão. 

Vamos então fazer o seguinte: hoje publicamos meus textos sobre a possível ligação do Dia do Samba com as versões conhecidas, e amanhã, justamente o dia 2, teremos aqui o inédito texto de Márcio Gomes. (Fabio Gomes)

***
Dia do Samba - as versões


Nesta semana, comemoraremos, no dia 2 de dezembro, o Dia Nacional do Samba. Mas por que exatamente nesse dia? Bom, há duas versões a respeito.

A mais conhecida diz que, na primeira viagem de Ary Barroso à Bahia, assim que ele botou o pé lá, um vereador propôs uma lei declarando aquele dia como o Dia do Samba na Bahia. A partir do ano seguinte, a data foi adotada pelo país todo.


Outra quer fazer crer que esta seria a data da gravação do primeiro samba, "Pelo Telefone", de Donga e Mauro de Almeida.

***

Dia do Samba (2) - o mistério

Lamento, mas devo informar que ambas as versões só podem ser consideradas como lenda.

Em relação à mais conhecida: a primeira viagem de Ary Barroso à Bahia foi em 1929, em janeiro, não em dezembro. Em março ele já estava de volta ao Rio de Janeiro. Ele ainda não era conhecido a ponto de dar margem a uma homenagem deste porte. Outra viagem conhecida de Ary à Bahia foi em 1956, no mês de junho. Ambas são mencionadas no livro de Sérgio CabralNo Tempo de Ari Barroso (Ed. Lumiar, s/d): à pág. 47, o mês da viagem de 1929; à pág. 49, trecho de carta do compositor escrita do Rio de Janeiro no início de março de 1929; sobre a viagem de 1956, em que Ary recebeu homenagem, ver pág. 358. Lógico que ele até pode ter ido outras vezes, mas ninguém consegue dizer em que ano teria se dado essa viagem que inspirou a lei. Além disso, a lenda incorre num erro crasso: vereador só pode legislar no município, de sorte que ou foi um vereador que propôs a lei para Salvador, ou foi um deputado estadual que a postulou para o Estado da Bahia. (A respeito das relações de Ary Barroso com a Bahia, leia os Mistura e Manda nº 4 e o nº 6!)(Obs: em julho de 2006, localizei no livro da pesquisadora Aninha Franco O Teatro na Bahia Através da Imprensa - Século XX, de 1994, informação sobre outra viagem de Ary Barroso à Bahia, em 1933, cuja data pode ser estimada entre os meses de abril e julho - novamente, não era dezembro...)

Quanto à outra, o samba "Pelo Telefone", sucesso no carnaval de 1917, foi gravado originalmente em janeiro daquele ano, apenas como instrumental, pela Banda Odeon, e a seguir, em fevereiro, pelo cantor Bahiano e o conjunto da Odeon. O registro do samba na Biblioteca Nacional, no Departamento de Direitos Autorais, foi solicitado em 6 de novembro de 1916, com adendo do autor no dia 16. O registro foi emitido em 27 de novembro. A partitura foi impressa em 16 de dezembro. Como vemos, nada com o dia 2 de dezembro. Além de tudo, não custa lembrar "Pelo Telefone" NÃO FOI o primeiro samba composto, nem ao menos gravado. Existem referências ao samba na imprensa de Recife desde 1837, e gravações comprovadas desde 1913, tanto no Rio quanto em Porto Alegre, pelo menos. O valor histórico de "Pelo Telefone" é de ter sido o primeiro samba a fazer sucesso no carnaval.

Enfim, não há como saber por que o dia 2 de dezembro é o Dia Nacional do Samba. Mas, enfim, que bom que alguém resolveu dedicar um dia ao samba!!!!!

(Fabio Gomes - Mistura e Manda nº 122 - 28/11/2005)

Nenhum comentário:

Postar um comentário