terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Poema: 25 Anos de Festivais



A banda passa em disparada
Atrás do trio elétrico.
É proibido proibir
A questão de ordem:
Alegria, alegria!

Vão todos no arrastão
Passar o domingo no parque
A roda-viva tá girando, oi girando
Tudo é divino, maravilhoso

Todos vão caminhando
Contra o vento
Sem lenço nem documento
Mas cantando e seguindo a canção

Eram os festivais
Da Globo, Excelsior, Record
Tempos que não voltam mais
Músicas que muitos ainda sabem de cor

Tudo isso já passou
Mas poder relembrar é uma brasa, mora
E que tudo mais vá pro inferno!


Fabio Gomes - 1990

Nenhum comentário:

Postar um comentário