segunda-feira, 3 de março de 2014

Álbum de família: Revelando fotos guardadas a sete chaves

Por Calila das Mercês,
de Salvador




Por que os “assuntos de família” mais polêmicos são sempre abafados? O que leva um chefe de uma tradicional família a se suicidar? Por que alguns casais vivem seus casamentos de aparência? Por que um filho não pode assumir sua sexualidade? Sempre ouvimos essas e outras questões, que o filme Álbum de família aborda numa agoniada e desconfortável trama a vida de uma família como as tantas outras. 




Dirigido por John Wells, o longa-metragem Álbum de família foi inspirado na peça de Tracy Letts, August: Osage County (Um quente agosto) e traz como destaques a atuação de Meryl Streep e Julia Roberts, que vivem Violet e Barbara, mãe e filha, respectivamente. Ambas foram indicadas para diversos prêmios, como o Globo de Ouro e o Oscar.

Vícios, derrotas e dramas. O longa conta a história de uma família que depois de anos se reúne, após a morte do patriarca, e se vê imersa em problemas acumulados e brigas homéricas sem soluções. É através de Violet, vivida por Meryl Streep, que se dá a dinâmica da história. Duas horas de muita claustrofobia e escuridão. São cenas longas, com muita explosão sentimental e de desequilíbrio emocional, o que é típico de todos, mas sempre escondido a sete chaves até mesmo em filmes, que sempre mostram a imagem da família feliz com problemas banais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário