domingo, 30 de março de 2014

Poeta do Mês: Odara Rufino (5)

A saudade que não some
 

Você sempre será
meu Sartre
e eu, sua Simone.
Quando você partir
para outra cidade
para outro país
não esqueça meu nome.
Ne me quitte pas
no me dejes
não me abandone.
Você sempre será
a saudade que arde
a saudade que não some.

Para Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir

Nenhum comentário:

Postar um comentário