domingo, 4 de maio de 2014

Noel, 77 anos de saudade

Por Ramona Gemaque

Tive uma conversa de botequim com Noel Rosa, pedi que ele me ajudasse a realizar meu último desejo: esquecer aquele rapaz folgado que, junto com minha fita amarela, levou consigo minha felicidade. 

Segui seus conselhos: deixei de lado a filosofia, adotei o positivismo, peguei minha viola e toquei um samba popular na varanda do meu barracão...

Lembrei do riso de criança que se perdeu em alguma esquina da vida e percebi o quanto fui ingênua por me deixar levar por um malandro medroso. 

Quando o samba acabou, olhei para o belo horizonte à minha frente, e percebi que Deus sabe o que faz. 

Cordiais saudações, Adeus!



Fabio Gomes e Ramona Gemaque
(foto: Prsni Nascimento)

Nenhum comentário:

Postar um comentário