sexta-feira, 30 de maio de 2014

Revoada dos Pássaros retorna ao calendário junino de Belém

Texto: Danielle Franco, de Belém
Mais de 40 anos depois dos célebres momentos em que os Grupos de Pássaros e Cordões de Bichos Juninos viveram em Belém, a manifestação voltou às principais ruas do centro da cidade. No próximo dia 7 de junho, 18 grupos de pássaros e bichos juninos sairão em cortejo dando vida à Revoada dos Pássaros 2014.

 Fotos da Revoada 2013

Em 2013 a Revoada dos Pássaros, idealizada pelo professor João de Jesus Paes Loureiro, retornou às ruas do centro de Belém através da iniciativa do Instituto de Artes do Pará. Na ocasião, 15 grupos saíram em cortejo pelas Avenidas Nazaré e Gentil Bittencourt, culminando com apresentação no anfiteatro do IAP.  A partir daí a Revoada dos Pássaros abriu oficialmente a quadra junina para se firmar no calendário da cidade.
Reconhecidos como uma tradição folclórica que nasceu em Belém, os grupos de pássaros e bichos são consideradas genuínas operetas, realizadas por brincantes da cultura popular. Por saber desta importância, o IAP vem buscando resgatar a manifestação e, desde 2012, trabalha com os grupos em oficinas, que culminaram com a revoada..
Nascida na Belle Époque por volta do ano 1900, a manifestação dos Pássaros Juninos surgiu através dos grandes espetáculos de ópera, dentro do próprio Teatro da Paz, à época de sua imponência. Segundo Tito Barata, organizador da Revoada no IAP, “foram os camareiros do Teatro que de tanto vestir as estrelas da ópera e ver trechos das encenações das coxias, resolveram eles mesmos montar suas óperas nos bairros onde moravam, ali para os seus pares”, explica.
A manifestação folclórica é considerada a única tipicamente de Belém. Os cordões de Pássaros Juninos viveram anos de grande apogeu, mas nas 4 últimas décadas perdeu incentivo e principalmente o local onde se apresentavam: o Teatro São Cristóvão.  De acordo com Tito Barata, a função do IAP é exatamente a de resgatar o brilho e importância dos cordões de pássaros e bichos juninos. Assim, desde 2012 o Instituto vem dando apoio e promovendo cursos e oficinas de aperfeiçoamento aos artistas de Pássaros Juninos. 

Memória
Foi através do professor e escritor João de Jesus Paes Loureiro que a Revoada dos Pássaros criou vida. Entre 2009 e 2012, a Revoada não se apresentou, por isso, para o professor vê-los em cortejo novamente é motivo de grande entusiasmo, e principalmente esperança na retomada do pássaro junino. “A revoada é uma valorização da cultura, não apenas para a população, que tem a possibilidade de ver a manifestação nas ruas, mas também para o artista, o brincante, que sente o reconhecimento”, ressaltou Paes Loureiro.
Para Iracema Oliveira, guardiã do Pássaro Tucano, um dos mais antigos em atividade,  o retorno da Revoada em 2013 foi um momento para agradecer. “Nós só temos a agradecer por este espaço”, declarou.
Em 2014, o IAP reiniciou os trabalhos em prol dos Pássaros Juninos, com as oficinas de figurino e bordado realizadas entre março e maio deste ano. Mais de 40 pessoas, representando os grupos de pássaros já participaram.

Integrantes de 20 grupos de pássaros cadastrados no Instituto, puderam trocar experiência e receber as informações repassadas pelos instrutor Carlos Alberto de Souza Barbosa, que ministrou a oficina “Figurino e Bordados para os grupos de Pássaros e Bichos Juninos”. A ideia principal do projeto foi justamente propiciar algo mais além do encontro entre os brincantes, mas principalmente a transmissão de saberes que elevam a qualidade do material apresentando durante a quadra junina, no caso a confecção de bordados para os adereços e indumentárias dos grupos.

Produtos

Além da realização da Revoada, que também contém incentivo financeiro direto para cada grupo, o IAP possui ainda produtos de suporte para a memória dos Pássaros Juninos.

Já foram lançados pelo IAP o livro “Pássaros e Bichos Juninos. Músicas e Partituras” e “Histórias e Enredos”, integrando a série de Cadernos do IAP. E ainda em 2014, haverá o lançamento de uma caixa comemorativa contendo CD e DVD sobre os Pássaros Juninos, cuja  direção musical coube ao guitarrista Félix Robatto.

Revoada

Com 18 grupos no total, 3 a mais do que em 2013, a Revoada dos Pássaros de 2014 será no próximo dia 7 de junho, às 18h, saindo do Centro Arquitetônico de Nazaré em direção às Avenidas Genaralíssimo Deodoro, Gentil Bittencourt, Travessa 14 de Março e finalizando no anfiteatro do Instituto de Artes do Pará, na Praça Justo Chermont.

No dia 7 estão presentes os Grupos: Tem-tem, Arara-juba, Tucano, Sabiá, Papagaio Real, Rouxinol, Uirapuru, Bem-Te-Vi da Sacramenta, Colibri, Oncinha, Pipira, Bigodinho, Bem-Te-Vi de Outeiro, Jaquinha, Rouxinol, Beija-Flor e Bacu.


Serviço

Revoada dos Pássaros 2014
Sábado, 7 de junho de 2014.
Saída: 18h do Centro Arquitetônico de Nazaré

Chegada: Anfiteatro dos Instituto de Artes do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário