segunda-feira, 20 de julho de 2015

"Jenesequá": Callangazoo canta Verissimo


Há mais de 30 anos o gaúcho Luis Fernando Verissimo se tornou um dos escritores mais lidos do Brasil - mais precisamente a partir de 1981, quando saiu o seu superhipermegassucesso O Analista de Bagé, cuja primeira edição esgotou em apenas um dia na Feira do Livro de Porto Alegre daquele ano. O personagem-título do livro circulou por algumas outras mídias, como história em quadrinhos, e teatro, antes de chegar ao disco numa composição de Kleiton & Kledir, incluída em seu LP de 1983 (composição esta que, por ter sido vetada pela Censura Federal, ficou de fora do boom de sucessos da dupla gaúcha naquele ano). 

Desde então, tenho pouca notícia de músicas inspiradas na obra de LFV. Foi portanto uma agradável surpresa receber o e-mail informando o lançamento do single "Jenesequá", baseado no conto "Jenesequá, uma parábola", de Verissimo. O single antecipa o EP Dipatchara, que a banda baiana Callangazoo (ao lado, em foto de Marcelo Leite) lança com show no Teatro Gamboa Nova, em Salvador, dias 24 e 25 de julho, sexta e sábado.



  • No ano passado, entrevistamos o vocalista da banda, Cebola Pessoa, que falou sobre o EP Surpresa, que a Callangazoo estava lançando na ocasião. Leia aqui. 





Ficha Técnica:

Composição: Cebola Pessoa

Gravada, Mixada e Masterizada por Irmão Carlos nos estúdio Caverna do Som entre abril e julho de 2015.

Produzido pela banda Callangazoo e Irmão Carlos

Capa: Marceleza de Castilho 

Callangazoo é:

Andel Falcão nas guitarras
Bob Nunes no baixo e coros
Leo Abreu na bateria 
Cebola Pessoa nas guitarras e vocais

Participação especial de Dominique Meirelles nos vocais de apoio.

2 comentários:

  1. Boa Fábio, muito grato pela sua atenção. Como compositor sinto imensa alegria em acompanhar as memórias e relações que a música é capaz de despertar. Aproveito pra lembrar que antes mesmo da escrita, Luís Fernando Veríssimo atuava como saxofonista de Jazz. Grande abraço amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado, Cebola. Na verdade, LFV retomou há algum tempo a carreira de saxofonista, participando regularmente das apresentações do grupo Jazz 6, que reúne alguns dos melhores jazzistas gaúchos.

      Excluir